Exportações Registram Aumento no 1º Semestre

Exportações Registram Aumento no 1º Semestre

Já foi lido 54vezes!

As exportações moçambicanas registaram aumento no primeiro semestre do ano em curso, tendo atingido 3.700 milhões de dólares, contra 2.048 milhões de dólares em igual período do ano passado.

Este aumento resulta do efeito combinado dos preços no mercado internacional e do volume de produção dos principais produtos exportados.

Dos produtos exportados, destaque vai para o carvão, alumínio, areias pesadas, gás natural, energia eléctrica, legumes de vagem secos ou grão, castanha de caju, feijão bóer, tabaco, banana, açúcar e algodão.

Os dados provisórios de Janeiro a Junho a que o “Notícias” teve acesso no Ministério da Indústria e Comércio (MIC) mostram que no período homólogo de 2021 as exportações também se concentraram na indústria extractiva e transformadora.

A Índia e a China destacam-se como os principais parceiros de Moçambique, ao absorverem cerca de 48 por cento das exportações do país, seguindo-se o mercado da União Europeia e o Reino Unido.

No mesmo período, os dados mostram que as transacções comerciais entre o país e o resto do mundo registaram aumento, tendo atingindo 8.135 milhões em 2022, contra 5.899 milhões de dólares em 2021.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em baixa as perspectivas de crescimento mundial para 2022, em cerca de 80 pb, devido aos choques causados pelo conflito militar entre a Rússia e a Ucrânia, o prolongamento dos constrangimentos na cadeia logística e o agravamento dos preços das “commodities”de importação com potencial de aumentar a inflação.

Para Moçambique, o alívio das medidas restritivas de contenção da Covid-19 a nível interno e externo, facto aliado à evolução favorável dos preços dos principais produtos de exportação, a retoma do programa com o FMI e a execução de projectos energéticos estruturantes no país sustentam as perspectivas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 3.8 por cento para 2022 e 5 por cento para 2023.

Apesar da redução de casos da Covid-19 e dos esforços combinados para conter a sua disseminação e mitigar os seus efeitos, em todo o mundo a pandemia continua a afectar as famílias e empresas, sendo que actualmente se observa a eclosão da quinta vaga em alguns países, com destaque para China e África do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT