PMA Recebe Contribuição do Japão

PMA Recebe Contribuição do Japão

Já foi lido 60vezes!

O governo do Japão doou 3,9 milhões de dólares norte-americanos ao Programa Mundial para a Alimentação (PMA) em Moçambique para enfrentar a insegurança alimentar em comunidades afetadas pela seca no sul e nas famílias deslocadas pelo violência no norte do país
.
Deste total, segundo um comunicado da embaixada nipônica em Maputo, 2,4 milhões vão apoiar o PMA na compra de alimentos e prestação de assistência humanitária a mais de 36.100 pessoas deslocadas pela violência em curso no norte de Moçambique.

O comunicado explica que o montante restante, 1,5 milhão, será usado para responder à situação global de segurança alimentar afectada pelo conflito na Ucrânia.

“Isso fornecerá assistência alimentar de emergência a 17.800 pessoas em situação de insegurança alimentar agravada pela seca nas províncias de Gaza e Inhambane (Sul), de Outubro de 2022 a Março de 2023 – a época de escassez”, indica.

Citando o Relatório do Estado do Clima produzido pelo pelo Instituto de Meteorologia de Moçambique (INAM) e o PMA, a nota recorda que, em 2021, o sul de Moçambique registou o último trimestre mais seco dos últimos 40 anos, atrasando e afetando a época de plantação.

Assegura que a contribuição do governo do Japão ajudará a melhorar a segurança alimentar entre as famílias mais vulneráveis de Moçambique que foram afectadas por desastres climáticos recorrentes e pelo prolongado conflito no norte em curso desde 2017.

“O Governo do Japão está extremamente preocupado com a situação da segurança alimentar em Moçambique”, disse o Embaixador do Japão, KIimura Hajime.

“Continuaremos a envidar esforços para garantir uma segurança global em colaboração com a comunidade internacional, incluindo o G7. Estamos lado a lado com o povo moçambicano e vamos continuar a apoiar os nossos amigos moçambicanos a enfrentar os desafios da crise em curso”, sublinhou o diplomata, citado no comunicado.

Por sua vez, o Director Adjunto do PMA, Pierre Lucas, agradeceu a contribuição do governo do Japão que está a ajudar a organização fornecer assistência alimentar humanitária às pessoas mais necessitadas no sul e no norte de Moçambique.

“As contribuições contínuas do Japão estão salvando vidas, melhorando a segurança alimentar das famílias mais vulneráveis e ajudando a construir a resiliência das comunidades aos choques futuros”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT