Mais de 25 Mil Toneladas de Titânio Retidas em Chibuto

Mais de 25 Mil Toneladas de Titânio Retidas em Chibuto

Já foi lido 88vezes!

Mais de 25 mil toneladas de titânio estão armazenadas à espera da construção de uma doca, em Chongoene, que permita o escoamento, via marítima, deste minério produzido no Chibuto, na província de Gaza, sul de Moçambique.

O minério tem mercado assegurado na China e na Europa, mas ainda não pode ser exportado porque a província de Gaza não possui uma doca para assegurar o escoamento via marítima.

O Secretário do Estado na província de Gaza, Amosse Macamo, que visitou o empreendimento, semana passada, acredita na aprovação, a breve trecho, do projecto do impacto ambiental de modo à viabilizar a construção desta infra-estrutura, que é o “único constrangimento neste momento”.

Segundo o “Notícias”, Macamo lembrou que o estudo de viabilidade, feito pela empresa Ding Sheng Minerais, mostra que o escoamento via Porto de Maputo [na capital do país], que seria exequível neste momento, encarece os custos. Daí que, se apontou como “uma das saídas a via marítima, a partir de Gaza, tendo sido elaborado o estudo do impacto ambiental e todas as recomendações já foram cumpridas. Assim, estamos à espera da aprovação da licença para a construção da doca para que se possa fazer o escoamento”.

Macamo disse ter recebido garantias dos responsáveis da empresa de que até ao dia 30 de Setembro serão concluídas duas unidades de processamento, aumentando a capacidade de produção diária para 20 toneladas.

Assegurou que quando tiver as unidades de processamento concluídas o projecto de areias pesadas do Chibuto vai garantir “a maior produção do mundo”.

Em termos de mão de obra tal, vai significar um incremento de mais 350 pessoas, das actuais 850, sendo 160 locais.

Ainda segundo Macamo, a construção das restantes oito unidades de processamento dependem, em grande medida, da aprovação da licença de construção da doca que depois vai impulsionar o resto.

De acordo com o projecto inicial, avaliado em 400 milhões de dólares norte-americanos, a Ding Sheng Minerais, SA irá instalar duas plantas de processamento de minérios, devendo empregar cerca de cinco mil trabalhadores efectivos, dos quais 80 por cento serão cidadãos de nacionalidade moçambicana, na fase de pico da produção.

Devido à implementação deste projecto de areias pesadas, cerca 30 famílias foram reassentadas numa nova área residencial que possui escola, centro de saúde e um posto policial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT