Produção de Ouro Pode Atingir Níveis Históricos Em Moçambique

Produção de Ouro Pode Atingir Níveis Históricos Em Moçambique

Já foi lido 97vezes!

A produção do ouro poderá atingir uma tonelada este ano, valor considerado recorde em Moçambique.

A eficácia demonstrada pelas actividades de rastreio da produção nos locais de mineração e a entrada em funcionamento de uma nova planta de processamento fazem acreditar que as metas fixadas para este ano possam ser ultrapassadas.

O Plano Económico e Social para 2022 fixa como meta cerca de 815 quilogramas, mas a Unidade de Gestão do Processo Kimberley fala de se alcançar cerca de uma tonelada.

Em declaração ao “Notícias”, Castro Elias, secretário executivo da Unidade de Gestão do Processo Kimberley no Ministério dos Recursos Minerais e Energia, revelou que no primeiro semestre foram produzidos 543 quilos, o que representa cerca de 77 por cento da meta planificada pelo PES.

Castro Elias ressalvou que esta tendência nos níveis de produção do ouro vem se registando desde finais de 2020, quando a sua instituição iniciou com as actividades de rastreio a partir dos locais de mineração e exportação.

“É preciso entender que o aumento da produção aqui referenciado não significa a abertura de novas minas, porque as previstas para abrir este ano ainda não entraram em operação”, referiu.

Castro Elias revelou que apenas em Setembro deste ano é que vai entrar em funcionamento uma nova planta de processamento no distrito de Manica, na província do mesmo nome, no centro do país.

“Acreditamos que esta (planta) vai trazer uma outra dinâmica na produção, contribuindo para que se ultrapasse em larga escala uma tonelada de ouro”, previu.

Indicou que esta vai produzir cerca de 100 quilos por mês quando estiver na sua capacidade máxima.

Entretanto, a expectativa é que na fase inicial a unidade processe cerca de 50 quilos por mês, o que equivalerá a cerca de 200 ou 250 quilos até ao final do ano.

“É preciso clarificar que o rastreio que é feito pela Unidade de Gestão do Processo Kimberley, Metais Preciosos e Gemas não é só em Manica, mas também noutras províncias. Também registamos com satisfação dados de produção de ouro na província de Nampula (norte do país). Com o trabalho que está a ser feito no terreno vimos que em cerca de 90 por cento dos distritos desta província há produção de ouro. Em Cabo Delgado (norte) também há produção de ouro e estamos a registar. Em Tete (centro) há muita produção de ouro”, referiu Castro Elias.

Neste momento, segundo a fonte, o desafio é capacitar as equipas técnicas que fazem o rastreio nas províncias para que o registo da produção e o pagamento dos respectivos impostos e outras taxas específicas possa acontecer, com o objectivo de fazer com que a extracção desses recursos minerais beneficie o país e as comunidades das zonas onde são retirados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *