Moçambique Autoriza Entrada Da Starlink No Mercado

Moçambique Autoriza Entrada Da Starlink No Mercado

Já foi lido 237vezes!

A Autoridade Reguladora das Comunicações de Moçambique (INCM) acaba de autorizar a entrada, no mercado nacional, da Starlink – um operador global de acesso à Internet.

O objectivo é acelerar a expansão da implantação das praças digitais que, segundo o INCN, está a caminhar a uma velocidade aquém do desejado, quer pelo custo de cada ligação, quer pela limitação dos fornecedores, associada à má qualidade e indisponibilidade sistemática daqueles serviços.

Segundo o “Notícias”, o Presidente do Conselho de Administração do INCM, Tuaha Mote, considera que com a entrada da Starlink no mercado moçambicano, cujas operações estão previstas para arrancar em Outubro próximo, os custos de acesso à Internet de alta velocidade serão menos caros, o que permitirá a materialização da expansão das praças digitais bem como o acesso, de forma gratuita, em algumas instituições do sector público.

“Como forma de garantir a melhoria das competências digitais e o desenvolvimento humano dos cidadãos vamos lançar o projecto de digitalização das bibliotecas nas cidades-capitais para permitir o acesso a livros digitais de várias áreas do saber”, disse.

Tuaha Mote, que falava terça-feira, em Maputo, numa conferência de imprensa destinada a partilhar informações que irão marcar as celebrações do 30º aniversário do INCM, que se assinala em Setembro próximo, disse ainda que a sua instituição continua a envidar esforços com vista a incentivar o investimento privado no sector.

“À luz desse esforço, tomámos a decisão de disponibilizar um espectro adicional para a tecnologia 3G, para que cada operadora passe de 8Mhz para 10Mhz, o que possibilitará o aumento da sua capacidade e melhoria da qualidade de serviço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *