Rubis de Montepuez Atingem Recorde em Leilão na Tailândia

Rubis de Montepuez Atingem Recorde em Leilão na Tailândia

Já foi lido 23vezes!

A companhia mineira Gemfields realizou, em Banguecoque, Tailândia, mais um leilão de rubis de qualidade mista tipicamente oferecidos nos leilões da Montepuez Ruby Mining (MRM), no período compreendido entre 30 de Maio a 17 de Junho corrente, tendo atingido uma receita de 95,6 milhões de dólares, que constitui um novo recorde de vendas.

A informação foi partilhada, hoje, pela MRM, em comunicado de imprensa enviado à AIM.

Segundo o documento, os rubis em bruto foram todos extraídos na área de concessão da MRM (que é 75 por cento propriedade da Gemfields e 25 por cento do parceiro moçambicano, Mwiriti Limitada).

“As receitas deste leilão, como sempre, serão totalmente repatriadas para a MRM, em Moçambique, garantindo o pagamento de todos os royalties devidos ao Governo da República de Moçambique e pagos com base nos preços de venda totais”, refere a nota.

Explica que, após as visualizações, os leilões realizaram-se através de uma plataforma de leilões online, especificamente adaptada para a Gemfields e que permitiu a participação de clientes de múltiplas jurisdições num processo de licitação selada.

Os dados partilhados pela empresa indicam que o preço médio do leilão foi de 246,69 dólares norte-americanos por quilate, um novo recorde para qualquer leilão de rubi de qualidade mista.

Dos 119 lotes oferecidos, 112 foram vendidos (94,1 por cento) e 63,5 por cento dos quilates oferecidos no leilão foram vendidos.

Segundo a empresa, os 16 leilões de rubis da MRM realizados desde Junho de 2014 geraram 827,1 milhões de dólares em receitas totais no comunicado”, lê-se no documento.

“No leilão, 49 empresas fizeram ofertas e garantiram receitas recorde de 95,6 milhões de dólares com um valor médio global de 246,69 por quilate”, explica.

Comentando o facto, o director geral de Produto e Vendas da Gemfields, Adrian Banks, observou que “O nosso primeiro leilão de rubis em 2022 deu resultados verdadeiramente brilhantes, estabelecendo um novo recorde de receitas para qualquer leilão da Gemfields, 95,6 milhões de dólares.”

“Quando combinado com os dois leilões de esmeraldas da Kagem até agora este ano, as receitas dos leilões Gemfields no primeiro semestre de 2022 ascendem a 181 milhões de dólares americanos contra o nosso recorde anterior do primeiro semestre, que foi de 93 milhões de dólares, fixado em 2018”, afirma o director, citado no comunicado.

Recorda que, “apesar de advertirmos que é pouco provável que as receitas do segundo semestre correspondam ao notável na primeira metade, os resultados dos leilões de hoje sublinham mais uma vez a extensão da mudança de etapa que está a ser experimentada no mercado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT