MDM Propõe Redução do IVA Para 12%

MDM Propõe Redução do IVA Para 12%

Já foi lido 84vezes!

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM), o segundo partido da oposição no país, propõe ao governo a redução do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) de 17 para 12 por cento como forma de conter o impacto da subida dos preços dos combustíveis nos cidadãos.

O presidente do MDM, Lutero Simango, que falava em conferência de imprensa havida hoje em Maputo, convocada por aquela formação política para manifestar repúdio face ao anúncio da subida de preços de combustíveis no país, explicou que a redução do IVA é a única forma de mitigar o sofrimento dos moçambicanos em relação a subida do preço de combustíveis no mercado internacional.

Com a redução do IVA, Simango acredita que o governo estará a concorrer “para garantir com que os moçambicanos tenham acesso como deve ser, aos alimentos, serviços, transporte, produção”.

Com a redução do IVA na aquisição dos combustíveis irá baixar também o custo de compra de produtos básicos para os moçambicanos.

“O caminho possível para o momento que nós temos em Moçambique é só baixar o IVA para a compra de combustíveis de 17 para 12 por cento”, disse.

Na segunda-feira, a Autoridade Reguladora de Energia de Moçambique (ARENE) anunciou novos preços de combustíveis para todo o território nacional, o segundo aumento no ano em curso. O primeiro ocorreu em meados de Março.

A subida de preços varia de 6,26 por cento para o gás de cozinha para o petróleo de iluminação.

Num outro desenvolvimento, Simango repudiou o facto de o Executivo estar a querer tributar as confissões religiosas.

“Nós estamos preocupados porque nós sabemos de antemão que as igrejas são unidades de culto para a adoração de Deus”, disse, acrescentando “estamos contra a tendência de tributar as igrejas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT