M-PESA Prevê Cobrir 75% da População Até 2025

M-PESA Prevê Cobrir 75% da População Até 2025

Já foi lido 358vezes!

O M-pesa, plataforma electrónica de transacções financeiras da Vodacom, prevê cobrir, até 2025, cerca de 75 por cento da população adulta em Moçambique, respondendo assim ao grande desafio de inclusão financeira no país.

As projecções são do novo Director-Geral da Vodacom Moçambique, Simon Karikari, para quem o contínuo investimento na expansão da carteira móvel visa permitir que mais moçambicanos tenham acesso aos serviços financeiros e, consequentemente, usufruam das vantagens que os mesmos oferecem.

“Em Maio de 2013, através da sua subsidiária Vodafone M-Pesa SA, a Vodacom Moçambique lançou o M-Pesa, um serviço financeiro móvel revolucionário e impulsionador da inclusão financeira e capacitação económica no país. É uma plataforma que criámos a pensar no bem-estar dos nossos clientes. O serviço possibilita que os usuários efectuem transacções de forma rápida, segura e em qualquer parte do país”, referiu Simon Karikari, citado numa nota de imprensa enviado neste domingo (15) à AIM.

Volvidos nove (9) anos da sua implementação no mercado moçambicano, o M-Pesa continua a registar um crescimento assinalável, espelhado pelo aumento de usuários. Actualmente, conta com aproximadamente 5,3 milhões de clientes activos, dos quais cerca de 9.300 são pequenas, médias e micro empresas, que realizam aproximadamente 132 milhões de transacções mensais através do M-Pesa.

“Com estes números, fica claro que o M-pesa continuará a ser uma das nossas apostas, afinal, é uma das plataformas do mercado que mais tem contribuído para a digitalização do dinheiro em Moçambique, assim como para a inclusão financeira. Ao longo destes anos de operação, o M-Pesa continua a facilitar a vida dos moçambicanos, oferecendo soluções inovadoras para atender um mercado emergente e competitivo, de modo a garantir que os serviços financeiros estejam disponíveis para todos e, consequentemente, promovam a inclusão social”, sublinhou o Director-Geral da Vodacom Moçambique.

Como forma de impulsionar cada vez mais o seu uso pela população, o M-Pesa lançou, entre outros serviços, o “Xitique”, que permite aos clientes juntar dinheiro gradualmente para a realização dos seus sonhos; o “Txuna”, que permite que determinados clientes elegíveis possam fazer empréstimos bancários e receber nas suas contas M-Pesa; e, ainda, o serviço de transferência de dinheiro do M-Pesa para o banco e vice-versa.

Para atender à demanda do mercado, foi lançado o “M-Pesa Business”, uma unidade de negócio que tem em vista agregar valor às operações financeiras do segmento corporativo.

Em meio a tanta inovação, destaca-se o “OPEN API”, uma plataforma aberta que permite aos provedores de produtos e serviços integrar as suas plataformas digitais ao M-Pesa, de modo a procederem a colectas e desembolsos. Estes feitos, habilitam aos mais de 5 milhões de clientes individuais a poderem ter mais uma alternativa para efectuarem pagamentos, de forma presencial (à boca do caixa) e remota (nas páginas e aplicativos de vendas online).

Para os usuários de “smartphones”, o M-Pesa lançou o “Meu M-Pesa”, uma aplicação que permite ao cliente individual efectuar operações de forma rápida e fácil.

O M-Pesa conta com uma rede de mais de 40 mil agentes espalhados por todo o país e tenciona estabelecer mais parcerias com os sectores público e privado, assim como com organizações não-governamentais.

Neste contexto, já se destacam inúmeras parcerias que o M-Pesa tem implementado junto do Governo para facilitar a colecta e pagamentos de diversos serviços, tais como o INSS para a colecta de contribuições para a segurança social, a Revimo para o pagamento de portagens, a EDM para a compra e o pagamento de energia, o Fipag e a ADEM para pagamento de facturas de água, taxas municipais, entre outras, que fazem a diferença no dia a dia dos moçambicanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *