Governo Aplica 470 Milhões de Meticais na Reabilitação da EN7

Governo Aplica 470 Milhões de Meticais na Reabilitação da EN7

Já foi lido 318vezes!

O governo moçambicano está a aplicar 470 milhões de meticais (cerca de 7,4 milhões de dólares) nas obras de reabilitação da Estrada Nacional número Sete (EN7) que liga as províncias de Manica e Tete, centro do país.

Com o montante estão a ser reabilitados mais de 200 quilómetros de estrada asfaltada, desde o distrito de Vanduzi, em Manica, até a ponte sobre o rio Luenha, já em Tete.

A reabilitação ocorre em zonas localizadas e consideradas críticas.

A EN7 é uma das principais vias que liga a região centro de Moçambique com os países do interland, nomeadamente, Zâmbia, Malawi e Zimbabwe, através da província de Tete.

A informação foi prestada quinta-feira (12) pela vice-ministra das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, Cecília Chamutota.

Chamutota visitou as obras de reabilitação do troço a partir da província de Manica até a de Tete, onde ficou impressionada pelo facto de as obras estarem a decorrer a um ritmo satisfatório.

A empreitada consiste principalmente no tapamento de buracos e outras intervenções imediatas e de emergência para o melhoramento da via e permitir, deste modo, a circulação de pessoas e bens.

“As obras decorreram dentro do cronograma de actividades e acreditamos que dentro do prazo estabelecido teremos a via melhorada e, desta forma, assegurar que a circulação de viaturas seja feita em segurança”, disse Chamutota quando falava no balanço que marcou o fim da visita de dois dias à província de Manica.

“Para além das obras de reabilitação da via, temos a construção de uma portagem na EN7 na zona de Camuazanchenga. Constatamos que o empreiteiro está a fazer um bom trabalho. Até 01 de Junho a mesma estará em funcionamento à semelhança de outras seis pelo país”, acrescentou.

Segundo a vice-ministra “para nós é um ganho ver a via bastante importante para o país em melhores condições de transitabilidade.”

“Permite-nos manusear toda a mercadoria de e para o porto da Beira, em Sofala, mantendo ligações com os países do interior,” acrescentou.

Em Manica, para além da EN7, Chamutota visitou a EN6 desde o posto administrativo de Inchope até a fronteira de Machipanda, com o Zimbabwe.

Na mesma província, os trabalhos da vice- ministra das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos terminaram ainda na quinta-feira (12).

Hoje (13), a governante trabalha na província de Tete onde agendou visitas a várias infra-estruturas rodoviárias e outros empreendimentos públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT