Banco Mundial Ponderá Conceder 300 Milhões USD Para Apoiar Orçamento do Estado

Banco Mundial Ponderá Conceder 300 Milhões USD Para Apoiar Orçamento do Estado

Já foi lido 115vezes!

O Banco Mundial poderá desembolsar, até Junho próximo, um financiamento no valor de 300 milhões de dólares para apoiar o Orçamento do Estado de Moçambique.

O anúncio foi feito pela directora do Banco Mundial para a África Oriental e Austral, Idah Pswarayi-Riddihough, em conferência de imprensa, havida hoje, em Maputo, minutos após o término de um encontro mantido com o ministro moçambicano da economia e finanças, Max Tonela.

A fonte apontou como áreas prioritárias para investimento a saúde, educação, energia e agricultura.

Segundo a fonte, a proposta para o financiamento será apresentada a administração do Banco Mundial, para aprovação, até Junho próximo.

“Estamos a falar de uma primeira tranche no valor de 300 milhões de dólares que esperamos levar junto a nossa administração para aprovação até 30 de Junho do corrente ano e então poderemos considerar outras janelas de financiamento para 2023 e 2024”, disse Pswarayi-Riddihough.

Explicou que as áreas prioritárias na altura irão depender das reformas que o governo gostaria de fazer.

Explicou que pesou para a retoma do apoio do Banco Mundial a melhoria da boa governação registada nos últimos anos em Moçambique, que representa um passo importante para a reconquista da confiança dos parceiros do país.

Referiu que foi feito um grande trabalho em torno da transparência e boa governação, pois estas eram as questões principais naquele momento.

“Pensamos também que a aprovação do programa do FMI e as actividades de apoio ao orçamento, que seremos capazes de implementar, poderão constituir um sinal muito forte para o mercado. Ademais, darão um sinal muito forte a todos os parceiros de Moçambique”, disse.

Pswarayi-Riddihough adverte, porém, que a sociedade civil continua a exigir uma maior transparência e boa governação.

Pswarayi-Riddihough revelou ainda que o Banco Mundial tem um grande número de projectos em carteira, que vão apoiar a população e o governo.

“Neste momento estamos a concluir a Estratégia de Parceria de País (Country Partnership Framework – CPF, na sigla em inglês).

Refira-se que o anúncio do Banco Mundial constitui um desenvolvimento positivo para Moçambique pois, há dias, o Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou um acordo de financiamento no valor de 470 milhões de dólares.

Na altura Tonela disse ser o início de uma nova fase rumo para a retoma do crescimento sustentável da economia moçambicana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT