LAM Anuncia Voos Semanais Para Aeroporto Filipe Jacinto Nyusi

LAM Anuncia Voos Semanais Para Aeroporto Filipe Jacinto Nyusi

Já foi lido 147vezes!

A Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) vai passar a realizar, a partir de Maputo, um voo semanal para a província meridional moçambicana de Gaza, através do Aeroporto Filipe Jacinto Nyusi, recentemente inaugurado.

Os voos serão garantidos por uma aeronave de 19 lugares.

Falando sábado no distrito de Chongoene, em Gaza, durante a recepção do primeiro voo comercial naquele aeroporto, o director-geral da LAM, João Pó Jorge, afirmou que estão em curso trabalhos para que até Março do próximo ano, o aeroporto aumente a frequência de voos domésticos para outros destinos e também comece a receber voos regionais, ligando a província de Gaza aos países da África Austral.

Segundo o “Notícias”, Pó Jorge frisou ainda a necessidade de continuar o trabalho de marketing para atracção do tráfego aéreo naquela infra-estrutura.

Entretanto, o primeiro voo comercial aterrou por volta das 13.30 horas levando 24 passageiros, dos quais 13 moçambicanos, uma estrangeira e mais 10 tripulantes.

O evento foi testemunhado pelo o secretário do Estado, Amosse Macamo, que na ocasião garantiu que o Aeroporto Filipe Jacinto Nyusi é uma infra-estrutura que veio para ser usada, negando por isso qualquer possibilidade da mesma transformar-se num “elefante branco”.

“O aeroporto está a funcionar. Com este voo acreditamos que é o princípio de uma boa era para Gaza. É verdade que a infra-estrutura já está implantada, mas temos muito trabalho a realizar para que nos próximos tempos esta obra se torne mais viável e rentável. Temos informações de que muitas pessoas querem vir a Gaza e nós devemos saber capitalizar isso”, disse Macamo.

O Aeroporto Filipe Jacinto Nyusi foi inaugurado em finais de Novembro, sendo a primeira infra-estrutura de género em Gaza.

Ocupa uma área de 3.400 metros quadrados, dos quais 2.700 metros quadrados pelo terminal e os restantes ocupados por escritórios.

Com um edifício principal de apenas um piso, e uma torre de controlo de 28,7 metros de altura, a infra-estrutura possui também uma equipa moderna de bombeiros e uma capacidade para acomodar cerca de 200 mil passageiros por ano.

A infra-estrutura está orçada em pouco mais de 60 milhões de dólares norte-americanos, doados pelo governo da China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT