Porto da Beira Terá Draga Oceânica Mais Robusta

Porto da Beira Terá Draga Oceânica Mais Robusta

Já foi lido 134vezes!

A Empresa Moçambicana de Dragagem (EMODRAGA) vai encomendar, no próximo ano, na Holanda, uma draga para facilitar o acesso ao Porto da Beira, na província de Sofala, centro do país.

A embarcação a ser adquirida deverá ter até 3500 metros cúbicos, podendo custar cerca de 45 milhões de dólares norte-americanos, dos quais 20 por cento serão capitais internos e o remanescente será solicitado à banca.

Segundo o “Notícias”, o presidente do Conselho de Administração da EMODRAGA, Domingos Bie, considera tal investimento viável, pois vai acabar com a actual subcontratação de uma draga holandesa para a dragagem do canal de acesso ao Porto da Beira.

Bie disse que as especificações técnicas indicam que a aquisição da embarcação de maior arqueação dependerá das condições de limitação da docagem no país, mas o desejado seria uma draga de 4500 metros cúbicos.

“Todavia, uma draga de 3500 metros cúbicos será bastante benéfica, sendo superior a Macuti, que depois de um incidente se encontra em reabilitação na vizinha África do Sul. Já identificámos o tipo de equipamento que queremos e, logicamente, vamos obedecer a todos os critérios normais de concursos públicos internacionais porque, internamente, não há capacidade de fabricar uma draga”, sublinhou.

As dragas Aruangwa e Alcântara Santos, de mil metros cúbicos cada, são as únicas embarcações operacionais da EMODRAGA que garantem as cotas navegáveis no Porto da Beira, local de onde anualmente são removidos 2.5 milhões de metros cúbicos de sedimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT