Governo e GL Energy Assinam Acordo Para Construção de Central Eléctrica em Nacala

Governo e GL Energy Assinam Acordo Para Construção de Central Eléctrica em Nacala

Já foi lido 152vezes!

A GL Energy Moçambique concluiu um acordo de concessão com o Governo de Moçambique para financiar e operar uma central eléctrica de 250MW de gás natural liquefeito (GNL) no distrito de Nacala, província de Nampula, no norte do país.

O acordo foi assinado, hoje, em Maputo, pelo ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, e pelo director da GL Africa Energy, Michael Kearns.

Segundo um comunicado da GL AfricaEnregy enviado à AIM, o acordo marca o início de um investimento em três partes por fases.

“A primeira fase irá criar uma capacidade de 50MW, no prazo de 16 meses, e as segunda e terceira fases irão adicionar 200MW no total, sendo concluídas no prazo de 24 meses”, lê-se no comunicado.

“A GL Energy Moçambique é o veículo principal para o negócio. A empresa, uma subsidiária da GL Africa Energy, irá construir e operar a central após a conclusão da construção. Os termos do projecto e do acordo de concessão receberam a aprovação necessária pelo Conselho de Ministros de Moçambique no dia 7 de Outubro de 2021, antes de serem oficialmente assinados hoje”, explica a nota.

O negócio foi estruturado como uma Parceria Público-Privada (PPP) de 30 anos. Assim, a Electricidade de Moçambique (EDM) terá o interesse público inicial do projecto e será a compradora da electricidade produzida.

“O projecto é um pilar fundamental da estratégia de monetização do gás do governo de Moçambique”, destaca.

Acredita-se que, a nível nacional, a central irá melhorar o fornecimento de electricidade num país onde aproximadamente 40 por cento da população não tem acesso a uma fonte confiável de electricidade. A empresa também espera que este investimento apoie o plano nacional de transformar a região num centro comercial viável.

As obras de construção da nova central eléctrica deverão gerar mais de 300 empregos na fase de construção.

“A solução de GNL da central fornece um combustível de passagem quase imediata ao longo das próximas duas décadas, reduzindo a dependência nos mais poluentes OCP, diesel e carvão. Espera-se que o GNL desempenhe um papel crucial na transição para as energias renováveis para o país e para a região, permitindo uma maior penetração das energias renováveis no cabaz energético a longo prazo”, sublinha aquela companhia energética.

Falando na ocasião, Mamadou Goumble, director executivo do Negócio de Energia, JCG manifestou a sua satisfação por dar mais um passo em direcção à conclusão da central de GNL de Nacala.

“É um marco histórico para a região. A energia e o desenvolvimento andam de mãos dadas e estamos muito orgulhosos de fazer a nossa parte no apoio às comunidades de Nacala. Esta central garantirá energia confiável para dezenas de milhares de empresas e residências. Isto vai mudar a vida e o destino dos moçambicanos”, disse.

“Estamos gratos com os nossos parceiros no Governo de Moçambique por apoiarem a nossa visão. Isto demonstra o poder da colaboração pública e privada. Este é apenas o início do nosso compromisso de longo prazo com o país”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT