Chiquinho Conde Provável Sucessor De Gonçalves Nos “Mambas”

Chiquinho Conde Provável Sucessor De Gonçalves Nos “Mambas”

Já foi lido 126vezes!

Chiquinho Conde é o provável sucessor de Horácio Gonçalves no cargo de seleccionador nacional de futebol, segundo fontes do “Notícias” ligadas à Federação Moçambicana de Futebol (FMF).

O técnico moçambicano, de 55 anos, que está a residir em Portugal, é esperado esta semana em Maputo para assinar o contrato que, em princípio, será por objectivos, estando a qualificação para o CAN-2023 no topo das prioridades.

Chiquinho Conde estava desempregado desde que saiu dos Sub-23 do Vitória de Setúbal em Junho de 2020.

O técnico já esteve no comando dos “Mambas” por um jogo amistoso frente a Portugal em Junho de 2010, em Joanesburgo, na África do Sul, no qual os lusos ganharam por 3-0.

Maxaquene (em várias ocasiões), Desportivo de Maputo, Ferroviário de Maputo, Vilankulo FC e União Desportiva do Songo são os clubes já treinados pelo antigo capitão dos “Mambas” em Moçambique.

Horácio Gonçalves deixou o cargo de seleccionador nacional de futebol, na manhã de sábado, devido aos maus resultados e mau relacionamento com os jogadores.

O despedimento do técnico português, de 58 anos, aconteceu numa reunião virtual entre ele e o presidente da FMF, Feizal Sidat, pouco depois de um encontro entre o executivo federativo, secretário de Estado do Desporto (SED) e os jogadores.

O “Notícias” sabe que os jogadores é que pediram o referido encontro, com o objectivo de manifestarem o seu descontentamento pelas escolhas do treinador, tendo chegado a questionar a sua qualidade de treinos, que segundo os atletas lhes faziam desaprender o futebol.

Contratado em Abril deste ano, e com um vínculo de dois anos e meio, Horácio Gonçalves torna-se no técnico com menos tempo como seleccionador nacional de que se tem memória (à excepção dos que passaram pelo cargo como interinos). Foram seis meses e 12 jogos, três vitórias, quatro empates e cinco derrotas.

Nas eliminatórias de qualificação para o “Mundial” do Qatar, Gonçalves conseguiu um empate a zero com a Costa do Marfim e depois somou três derrotas seguidas, uma com o Malawi (0-1) e dois desaires com os Camarões (3-1 e 1-0), deixando Moçambique na cauda do Grupo “D”, com um ponto, portanto, fora da corrida ao Qatar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT