Rinocerontes e Leopardos de Volta ao Parque Nacional da Gorongosa

Rinocerontes e Leopardos de Volta ao Parque Nacional da Gorongosa

Já foi lido 190vezes!

O Parque Nacional da Gorongosa, na província de Sofala, centro de Moçambique, vai concluir este mês a elaboração do plano de maneio para a reintrodução de rinocerontes, chitas e leopardos, espécies desaparecidas naquele espaço devido à caça furtiva.

Com o regresso dos animais em causa, a área de conservação passará a fazer parte da lista das instâncias turísticas mundiais com os chamados “cinco grandes” mamíferos selvagens de grande porte (Big Five), compostos por leão, leopardo, rinoceronte, búfalo e elefante.

Segundo o administrador do Parque Nacional da Gorongosa, Pedro Muagura, a primeira fase de translocação está prevista para Dezembro próximo, com a chegada de leopardos.

Citado pela Rádio Moçambique, Muagura disse que o plano de maneio da área de conservação apresenta várias estratégias para a protecção da vida selvagem com destaque para o reforço da fiscalização.

O Parque Nacional da Gorongosa é uma área de conservação situada na zona limite sul do Grande Vale do Rift Africano, no coração da zona centro de Moçambique. Fica a 170 quilómetros a norte da cidade da Beira, capital da província de Sofala.

O Parque, com um pouco mais de 4000 quilómetros quadrados, inclui o vale e parte dos planaltos circundantes. Os rios que nascem na vizinha Serra da Gorongosa, que atinge os 1.863 metros de altura, irrigam a planície.

As cheias e inundações sazonais do vale, que é constituído por um mosaico de diferentes tipos de solo, criam uma diversidade de ecossistemas distintos. A serra contém uma das mais densas populações de vida selvagem de África.

Dados disponíveis indicam a existência no Parque de cerca de 70 mil animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *