Aumenta aderência à microcréditos

Aumenta aderência à microcréditos

Já foi lido 170vezes!

Nos últimos três meses tem se registado um acentuado aumento de pessoas que procuram obter credito em agentes econômicos na cidade de  Maputo.  

Como uma das consequências das restrições impostas no âmbito do combate ao Corona vírus muitos cidadãos ficaram impedidos de exercer as suas actividades laborais. E com esse impedimento parcial para alguns e total para outros, surge uma baixa conseideravel no rendimento financeiro destes individuos.

Ao que tudo indica, este é o motivo pelo qual há cada vez mais pessoas solicicitando créditos nas microcreditos. Micas Chirindza, proprietário da Chirindza Microcredito mostra-se satisfeito com  as aquisições que vem recebendo, entretanto lamenta o cenário que leva a essa aderência e o objectivo para o qual a maior parte dos seus clientes vem solicitando os seus serviços.

“Apesar de estar satisfeito por ser empresário e ver o meu negócio a desenvolver-se, lamento o cenário em que nos encontramos, e saber que muitas pessoas solicitam crédito para pagar outras divídas” disse Micas.

Era de se esperar que as solicitações de empréstimos fossem para investimentos que pudessem gerar lucros, o que viria a dar aos nossos futuros empresários independência financeira para desenvolver mais actividades económicas.

O dono da Microcredito declarou ainda que não obstante o notório ciclo vicioso de criação de divídas para pagar outras divídas, mais de 50% dos seus clientes tem efectuado o pagamento dos créditos contraídos dentro do prazo estabelecido. “Temos dado maior atenção a questão dos bens de penhora que devem ser equivalentes ou superiores ao valor do crédito, sob risco de sairmos prejudicados” acrescentou Micas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT