Programa Nacional Industrializar Moçambique começa com centros de processamento de produtos agrícola

Programa Nacional Industrializar Moçambique começa com centros de processamento de produtos agrícola

Já foi lido 154vezes!

O país passará a contar brevemente com pelo menos 8 centros de processamento de produtos agrícolas, um pouco por toda parte. Esta acção integra a fase inicial do Programa Nacional Industrializar Moçambique recentemente lançado pelo Presidente da Republica, e tem como objectivo dar primazia a matéria-prima nacional com maior enfoque para os sectores agrícola, piscícola, recursos minerais e infraestruturas para alavancar a indústria.

Como tal,  pretende-se que Manica torne-se uma zona de produção de fruta; Ancuabe em Cabo Delgado transforme-se numa zona de produção de aves; Mongicual venha a ser uma área pesqueira; Mocuba, na Zambézia, indústria; e Tete concretamente na Marávia, seja a área do gado capino.

Ainda no mesmo espirito, Maputo-província, na Manhiça virão os centros de processamento de bananas, carnes e derivados; na província de Gaza, concretamente em Chòkwé os centros estarão voltados para o processamento do tomate e em Cumbane na província de Inhambane estará o centro para frutas, o que vai incluir o ananás de Muxungue.

Finalmente em Cuamba na província Niassa estarão os centros para cereais e macadâmia; em Nhamatanda, na província de Sofala o centro para cereais; na província da Zambézia em Namacurra o centro para processar arroz e oleaginosas; e na província de Nampula em Ribáue será estabelecido o centro para processar cereais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT